• ExperMed Perícias

4 benefícios do big data para o mercado de seguros



Como o próprio nome indica, big data representa a análise e a interpretação de grandes volumes de dados de vários tipos. Para que isso ocorra, são necessárias soluções específicas que permitam que profissionais de Tecnologia da Informação (TI) trabalhem com informações a uma velocidade enorme.


Quando você coleta, organiza e interpreta os dados obtidos, é possível obter insights interessantes sobre questões diversas.


Mas para que serve o big data?


A partir das ferramentas de big data é possível traçar estratégias de marketing que contribuem para o aumento da produtividade, redução de custos e tomadas de decisão em negociações.


Aplicabilidade


O sistema de dados permite uma infinidade de aplicações, de acordo com a atuação da empresa e principais metas.


Algumas práticas são frequentes em qualquer tipo de negócio. São elas:


  • Entender melhor o mercado em que está inserido e se antecipar às tendências

  • Conhecer a fundo seu público-alvo e propor soluções adequadas

  • Otimizar seus processos para reduzir riscos e procedimentos desnecessários


Mercado de seguros


No caso do mercado de seguros, os gestores de empresas do setor conseguem encontrar no big data um ponto de equilíbrio para atender as demandas dos consumidores da melhor forma possível, personalizando cada vez mais os produtos e serviços.


Exemplificando, a partir do cruzamento de informações, da organização e da estruturação dos dados coletados, as empresas de seguros conseguem determinar o preço mais atrativo de apólices ou ainda o que mais atende as demandas de determinado cliente.


Com o big data, também é possível ter mais precisão sobre a avaliação de riscos para cada caso.


A análise de dados no mercado de seguros pode ser uma grande aliada para criar estratégias mais assertivas e, consequentemente, com resultados mais positivos.


Portanto, listamos abaixo 4 benefícios do big data para ajudá-lo em seu negócio. Acompanhe.


Sistemas integrados


Um dos benefícios que o big data promove em empresas seguradoras refere-se à integração de produtos e serviços de acordo com as demandas dos consumidores.


Com o sistema baseado em dados, os clientes conseguem visualizar os diferentes tipos de serviços oferecidos pela seguradora simultaneamente.


Além disso, as empresas têm em mãos informações estratégicas que personalizam o perfil dos consumidores, detalhadamente.


Por outro lado, o cliente tem à disposição uma linha direta com a seguradora, podendo apontar demandas, sugestões e críticas.


Soluções personalizadas


Outra vantagem da tecnologia de big data é o desenvolvimento de soluções individualizadas. O que significa isso? O sistema inteligente consegue oferecer benefícios de acordo com a necessidade de cada cliente, tanto up selling (técnica em que o vendedor propor um item melhor ao selecionado pelo consumidor, a fim de aumentar o ticket médio da compra), quanto cross selling (técnica de fazer uma oferta de um produto complementar ao que o cliente decidiu comprar para aumentar o faturamento).


Sendo assim, o gestor de seguros dispõe de estratégias para oferecer novos produtos ou agregar serviços ao contratante.


Segurança virtual


A prevenção de possíveis ameaças ao sistema de dados também faz parte das atividades que o big data exerce na operação das empresas de seguros.


Ataques virtuais, muito frequentes nos dias de hoje, especialmente em multinacionais, tornam-se menos eficazes em sistemas automatizados de estrutura de dados.


Satisfação do cliente


Ponto fundamental para o sucesso dos negócios, nada melhor para os gestores do que oferecer um serviço de qualidade, que traga retorno e melhore os resultados da operação.


Nesse sentido, a análise dos dados ajuda líderes a compreender o comportamento dos consumidores, o que impacta positivamente nas estratégias de marketing.


A partir das informações coletadas, é possível revisar ou reestruturar as estratégias, cumprindo sempre a meta de satisfazer o cliente.


Como aplicar o big data na empresa?


Veja algumas dicas de como implantar o sistema de dados em diversas áreas da empresa.


Marketing


  • Reúna e analise os dados de seus clientes

  • Entenda os principais hábitos dele, como escolha de produtos, frequência de produtos etc.

  • Crie ações personalizadas de acordo com os insights obtidos


Financeiro


  • Implemente o big data para controlar orçamentos e alocar melhor os recursos disponíveis.

  • Evite a gestão inadequada dos recursos e possíveis tentativas de fraudes internas.


Controle de qualidade


  • Faça o tratamento dos dados gerados, verificando problemas na fabricação.

  • Faça testes preditivos para ajudar a prevenir possíveis defeitos.

Desafios


Como qualquer reestruturação, o big data também enfrenta alguns obstáculos em sua implementação. O maior deles talvez seja a preparação para implementar o sistema.


É que para que ele seja executado com excelência e traga um retorno significativo para a empresa, deve haver uma enorme infraestrutura tecnológica para dar suporte ao processamento dos dados.


Em alguns casos, inclusive, é comum a empresa se deparar com uma certa resistência por parte dos funcionários. Por isso, é importante que todas as equipes estejam imbuídas do mesmo propósito: revisar antigos processos e criar novos.


Por último e não menos importante, outro obstáculo que pode prejudicar o andamento dos processos é a falta de mão de obra qualificada, já que essa área é relativamente nova.


A partir do que foi exposto acima, é possível afirmar que o big data é um sistema com enormes possibilidades - uma ferramenta poderosa para a busca de resultados.


10 visualizações0 comentário