• ExperMed Perícias

Conheça 5 análises da perícia médica securitária


O mercado de seguros é amplo. Há vários tipos de seguros relacionados à saúde da pessoa e sua capacidade de trabalhar.

Dessa forma, existem coberturas, de acordo com cada tipo de contrato, para diversas situações.

Essas coberturas envolvem:

  • Morte (por causas naturais e acidentais);

  • Invalidez permanente por acidente;

  • Invalidez funcional permanente e total por doença;

  • Invalidez laborativa permanente e total por doença;

  • Diárias de incapacidade;

  • Despesas médicas, odontológicas e hospitalares;

  • Diárias por internação e

  • Doenças graves.

No contencioso cível, na matéria securitária, a atividade pericial, portanto, é fundamental para correlacionar o que a pessoa tem ou alega ter como doença ou sequela com o que foi adquirido na cobertura contratual.

Para a resolução desses casos, o exame pericial é um dos principais meios de prova, servindo de base para o esclarecimento do juiz.

Continue a leitura para se aprofundar no tema e saber como a sua seguradora pode ter mais êxito em ações judiciais.

Perícia médica securitária: o que é?

Antes de avançarmos no assunto, vamos explorar o conceito de perícia médica securitária.

O Conselho Federal de Medicina define:

“A perícia securitária constitui procedimento técnico diretamente ligado à Medicina de Seguros e ao ramo de seguro de pessoas. Faz avaliação de doenças preexistentes, valoração de danos para indenização e avaliação de excludentes de pagamento (suicídio/acidente). Os peritos desta área podem atuar como assistentes técnicos em ações judiciais”.

Saiba qual é a importância da perícia médica securitária

Com fundamental importância na regulação de sinistros em seguros de pessoas, a perícia médica securitária, portanto, possibilita:

  • O enquadramento das informações médicas apresentadas com as cláusulas contratuais da apólice de seguro em análise;

  • A avaliação de doenças preexistentes;

  • Valoração de danos para a indenização e

  • Avaliações de excludentes e pagamento.

Dessa forma, o perito securitário avalia dados e sinistros em seguros de vida, analisando os benefícios do segurado e se o dano sofrido se enquadra neles.

A seguir saiba quais são as 5 análises realizadas durante a perícia médica securitária.

Perícia médica securitária: principais análises

  1. DIT: Diárias por incapacidade temporária

Avalia se a doença ou acidente sofrido é coerente com os dias de afastamento.

  1. IPA: Invalidez permanente parcial ou total por acidente

Avalia a taxa de invalidez permanente em relação às sequelas físicas apresentadas

  1. IFPD: Invalidez funcional permanente e total por doença

Avalia se o quadro clínico impede que o segurado tenha a sua própria autonomia.

  1. DG: Doenças Graves

Avalia se o quadro clínico caracteriza uma doença grave.

  1. ILPD: Invalidez laborativa permanente e total por doença

Avalia se o quadro clínico torna inviável a realização de atividades relacionadas ao trabalho.

Conte com a ExperMed e potencialize os êxitos da sua seguradora

Como vimos, devido à importância da perícia médica securitária, é essencial contar com a ajuda de um assistente técnico qualificado, no momento do ato pericial, em ações judiciais.


Se a sua seguradora precisa de um parceiro com expertise em perícias médicas, conte com a ExperMed!


Em todo o Brasil, temos profissionais especializados em Medicina Securitária e Medicina do Trabalho. Oferecemos soluções completas em perícias médicas para seguradoras, potencializando o êxito dos nossos clientes em todos os processos.


Para isso, investimos em automação, big data e desenvolvemos o Clic Regulação, plataforma de gestão focada em perícias médicas na regulação de sinistros para seguradoras de todo o país.

Saiba mais sobre nossa atuação para seguradoras, entre em contato agora mesmo com nosso canal de atendimento pelo WhatsApp.


39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo